Entrar no sistema

Gastando Muito Dinheiro Com Remédios Para Emagrecer?

AprovaTAF - Testes Físicos para Concursos / Artigos  / Gastando Muito Dinheiro Com Remédios Para Emagrecer?

Gastando Muito Dinheiro Com Remédios Para Emagrecer?


O nosso coordenador técnico, Dr César Marra, uma das maiores autoridades em Obesidade e Emagrecimento do país explica essa importante questão.

Tem muito concurseiro(a) gastando muito dinheiro com  remédios, aplicações, massagens achando que a gordura corporal vai ser eliminada pela urina ou pelas fezes.

E tem muita gente ainda que entende esse processo do metabolismo da GORDURA, mas gostam mesmo é de gastar muito dinheiro.

Parece que o pessoal ainda insiste em tentar achar um meio alternativo de QUEIMAR a gordura por outra via.

A via metabólica que explica o que acontece com a gordura é muito antiga.

Produtos de estética corporal prometendo a QUEIMA de gordura alternativa não tem fundamento científico. Não tem como fugir da bioquímica e dos processos fisiológicos para entendermos como a gordura é QUEIMADA e qual o caminho para ela sair do corpo.

AprovaTAF1

Como a gordura é eliminada?

Vamos por parte.

Vamos tecer algumas considerações sobre como a gordura é estocada após a alimentação.

O processo da digestão tem como objetivo quebrar os alimentos em partículas menores para serem absorvidos pelo corpo.

Toda a gordura é absorvida pelo trato gastrointestinal para então ser posteriormente utilizada ou acumulada. O acúmulo pode ser feito por excesso da própria gordura, ou carboidratos ou proteínas ingeridos.

Dessa forma, toda a gordura ingerida é absorvida em nosso intestino e posteriormente enviada ao fígado para processamento. Ela não passa diretamente e intacta pelo intestino e portanto, ela não é eliminada pelas fezes.

Somente com o uso de medicamentos que bloqueiam a absorção de gordura no intestino para a circulação sanguínea. Nesse caso, a gordura não absorvida é eliminada pelas fezes.

No entanto, o uso desses medicamentos tem efeitos colaterais terríveis, como taquicardia, palpitações, aumento da pressão arterial, vasodilatação (ondas de calor), constipação, náuseas, boca seca, insônia, delírios, dores de cabeça, ansiedade, perda do paladar, entre outros.

measuring tape and pills

A gordura é eliminada na urina?

Uma vez na corrente sanguínea, toda gordura absorvida pelo intestino, a gordura não será filtrada pela urina, pois os rins não tem a capacidade de filtrar uma substância útil para o corpo já que se trata de uma fonte de energia.

Portanto, a gordura não sairá nas fezes ou urina (diretamente).

Veremos adiante, como realmente uma pequena parte dela é eliminada pelas fezes e urina de forma indireta.

Para onde então a gordura vai?

A via metabólica que explica o que acontece com a gordura é muito antiga.

A maior parte da gordura eliminada no emagrecimento é colocada para fora do corpo na forma de dióxido de carbono (CO2), durante a respiração (expiração) após longo processo celular.

Um estudo realizado por Meerman, publicado no BMJ, mostrou que 10 kg de gordura metabolizada exigiu a utilização de 29 litros de oxigênio, onde a QUEIMA de gordura produziu 28 litros de dióxido de carbono e 11 litros de água. Para chegar a esta conclusão, o autor rastreou cada átomo da gordura a ser eliminada através da estequiometria, parte da química que estuda as proporções dos elementos que se combinam ou que reagem.

Ou seja, à medida que 10 kg de gordura são perdidos, 8,4 kg de gás carbônico(CO2) são exalados pelos pulmões e 1,6 litros de água saem principalmente na urina e outros fluidos.

AprovaTAF4

Por que e como essa QUEBRA da gordura vira gás carbônico e água?

Isso já foi descoberto há muito tempo atrás pelos fisiologistas e bioquímicos, que uma das partes desse via metabólica é chamada de ciclo de Krebs, em homenagem ao seu descobridor, o químico Sir Hans Krebs agraciado com o Prêmio Nobel em 1953.

Vamos tentar então explicar de forma bem simples, como a gordura é transforma em gás carbônico (CO2) e água.

A gordura é mobilizada do tecido adiposo (nossa gordura corporal estocada) para ser utilizada como fonte de energia aos processos metabólicos do nosso corpo.
Essa gordura vai para as principais células do corpo (principalmente o músculo esquelético) através da circulação sanguínea.
Chegando nas células, ocorre então a utilização dessa gordura pelas células do nosso corpo através das mitocôndrias (presentes no interior das células).
Para entendermos com a gordura é transformada finalmente em CO2 e água é preciso entender que a utilização da gordura precisa ser contínua até que toda a molécula de gordura (ácido graxo) tenha sido degradada, que penetrará diretamente no ciclo de Krebs e quebrada até CO2; e remoção de Hidrogênio e posterior combinação como Oxigênio e produção de energia para o metabolismo celular.

A gordura então constitui o combustível energético predominante para os estados de repouso, para o exercício de longa duração e para a recuperação após exercícios de alta intensidade.

Você já deve estar querendo respirar mais.

Calma!!! O simples ato de respirar com mais frequência não é capaz de QUEIMAR mais gordura. A maior produção de CO2 da queima de gordura somente se dá por processos metabólicos celulares.

Fazer inspirações e expirações forçadas não fará a maior utilização de gorduras pelas células do corpo. Além disso, isso pode levar à hiperventilação, causando tonteira, palpitações e perda de consciência.

Young beautiful sport woman holding her neck on gray background

Qual o treino físico ideal para a queima de gordura?

O treinamento físico mais adequado é treino aeróbico (cardio), você pode realizá-lo em moderada ou alta intensidade. O nosso colunista foi o pioneiro no Brasil em mostrar os efeitos dos exercícios de alta intensidade na maior queima de gordura, através de pesquisa científica realizada em seu mestrado em educação Física. Referência abaixo

E ainda, estudos recentes mostraram que o treino polarizado foi o que mais mostrou a melhora do condicionamento aeróbico dos pesquisados. Esse treinos consistem em 3 treinos na semana (um treino longo em moderada intensidade, um treino intervalado em alta intensidade (HIIT) e um treino em média/alta intensidade/curta duração).

Mas atenção. Para fazer uma atividade física intensa, você precisará passar por um período de adaptação para evitar lesões. Além disso, é preciso fazer exames cardíacos pois os exercícios em alta intensidade são bem exigentes ao sistema cardiovascular. Procure um profissional qualificado para a prescrição do exercício.

Você precisará atentar para o saldo energético (gastar mais calorias do que consumir). Ou seja, alie a uma alimentação saudável, pois o excesso calórico não surtirá efeito no processo metabólico da queima de gordura.

Clique aqui e tenha acesso ao mais novo método de treinamento online de corrida.

Conclusão

Se toda gordura corporal fosse eliminada facilmente pelos rins e o intestino e eliminadas pela urina e pelas fezes, os índices de obesidade não estariam alarmantes.

Portanto a quebra completa da molécula de gordura (Complexa molécula formada por átomos de Carbono, Hidrogênio e Oxigênio) envolve as seguintes considerações:

Somente será realizada por processos bioquímicos realizados por células que objetiva a produção de energia.
Para você aumentar a QUEIMA de gordura, você precisa aumentar sua capacidade de utilização de oxigênio e sua capacidade enzimática.
Para isso, somente com o treinamento físico regular lhe dará essa capacidade.

Deseja ter LIBERDADE para treinar quando e onde quiser?

Deseja ter QUALIDADE nos treinos feitos por uma equipe de Mestres e Doutores em Educação Física?

Deseja ter ECONOMIA de tempo e dinheiro?

Clique aqui e veja qual curso deseja fazer?

Venha ser aprovado com  a Equipe AprovaTAF. Líder em treinamento para testes físicos de concursos.

A sua aprovação é a nossa missão!!!

 

Referências

-Meerman, R. When somebody loses weight, where does the fat go? BMJ, 349-:g7257; 2014.

-Marra, C et al. Effect Of Moderate And High Intensity Aerobic Exercise On The Body Composition Of Overweight Men. Journal of Exercise Physiology, 8 (2), 2005.

-Stoggi, T; Sperlich, B. Polarized training has greater impact on key endurance variables than threshold, high intensity, or high volume trainig. Frontiers in Physiology, 5(33), 2014